Bem-vindo ao Centro Islâmico Brasileiro - Últimos Artigos: Uma perspectiva filosófica sobre a singularidade do Alcorão - Tema a Deus onde quer que esteja - Deus & os limites da imaginação humana - Capítulo 3, Aali-Imran (A Família de Imran) (parte 2 de 3) - Capítulo 3, Aali-Imran (A Família de Imran) (parte 1 de 3) - Capítulo 7, Al-A’raaf (Os Cimos) (parte 3 de 3) - Capítulo 6, Al-An’am (O Gado) (parte 3 de 3) - Capítulo 7, Al-A’raaf (Os Cimos) (parte 2 de 3) - Capítulo 7, Al-A’raaf (Os Cimos) (parte 1 de 3) - Capítulo 6, Al-An’am (O Gado) (parte 2 de 3) - Capítulo 6, Al-An’am (O Gado) (parte 1 de 3) - Muhammad & o último dos monoteístas - Sorriso, raiva e consciência plena no Islã (parte 3 de 3) - A cobiça vos entreterá - Confie em Deus e não desista -
Este site tem por objetivo divulgar o Islam, seguindo a Ahlus Sunnah wal Jama'a (Seguidores da Sunnah e a Comunidade), o Islam em sua mais pura forma, o Islam que foi ensinado pelo nosso querido Profeta Muhammad (s.a.w.s) e seguido pelos seus Nobres Companheiros (Sahaba).


Ouça o Alcorão
Já está disponível em nosso
site o "Nobre Alcorão e seus
Significados em Português"
saiba mais



Leia o Alcorão
Agora além de poder ouvir a
bela recitação do Alcorão,
você também pode ler,...
saiba mais



Du'as - Súplicas
Aprenda como recitar de maneira correta os du'as (suplicas) em arabe saiba mais


Biblioteca Islâmica
"A teoria da evolução foi
tratada em capítulo à parte,
pelo fato de que constitui a
base de todas..." saiba mais



Assine nosso Jornal
Assine nosso Jornal Islâmico Online e receba no seu email as últimas atualizações do nosso site saiba mais



Perguntas e Respostas
Sinta-se à vontade para tirar todas suas dúvidas referente ao islam, alcorão, profeta mohammad, saiba mais



Civilização Islâmica
Dentro de poucos anos do crescimento do Islam no mundo, grandes civilizações floresceram saiba mais


Convertidos ao Islam

Nesta seção você conhecerá a história de pessoas que descobriram no Islam a Luz para as suas vidas. saiba mais

Livro: Fiqh Al Sunnah (Parte VI) - Os Funerais
Clique aqui para retornar às Categorias de Artigos

4-O uso de Súplicas e recordações no tratamento (Al-Ruqiah):

A pessoa pode usar súplicas e recordações no tratamento, mas devem ser em árabe compreensível para que seus conteúdos não contenham declarações politeístas. Auf Ibn Malik relatou que praticávamos Al-Ruqiah antes do Islam, por isso perguntamos ao Mensageiro de Allah (SAW) sua opinião e ele (SAW) disse, após ver o conteúdo dessas Ruqiah que não havia nada de errado com a Ruqiah, pois não continha quaisquer declarações politeístas.

Ar-Rabi disse que perguntou para Ach-Chafi'i sobre Al-Ruqiah e ele respondeu que não havia nada de errado desde que o seu conteúdo viesse do Alcorão ou fosse Zikr.

Algumas Ruqiah encontradas no Hadith:

1-Aicha disse que o Profeta (SAW) pedia refúgio em Allah por alguns dos seus familiares, os tocando com a mão direita, dizendo:

أللَّهُمَّ رَبَّ النَّاس أَذْهِبِ الْبَأْسَ ، وَاشْفِ أَنْتَ الشَّافِي ، لا شِفَاءَ إِلا شِفَاؤُكَ ، شِفَاءً لا يُغَادِرُ سَقَمًا

Allahumma Rabban-nas, azhhibil-ba'sa, wachfi anta al-chafi, la chifaa illa chifa-uka, chifa-an la yughadiru saqama

Ó Allah, o Senhor dos humanos, remove este mal e cure essa doença, pois Tu és o Curador e não há outro curador além de Ti. Dá-lhe uma cura que deixa a doença para trás.

2-Uthman Ibn Abu Al-Ass se queixou de dor em seu corpo para o Mensageiro de Allah (SAW). O Profeta (SAW) lhe disse: "Coloque sua mão sobre a parte de seu corpo onde há a dor, e diga:

بِسْمِ الله.

أعُوذُ بِعِزَّةِ اللهِ وَقُدْرَتِهِ مِنْ شَرِّ ما أجِدُ وَ أُحاذِرُ.(سَبْعُ مَرَّاتٍ)

Bismillah. Auzhu bi-izzatillah wa qudratihi min charri ma ajidu wa uhazhiru

Em nome de Allah. Eu me amparo em Allah e em sua Onipotência do mal que eu sinto e temo,( sete vezes).

Uthman disse que fez isso algumas vezes e Allah lhe tirou a dor e que ele sempre aconselha sua minha família e as outras pessoas a fazerem o mesmo.

3-Ibn Abbas relatou que o Profeta (SAW) disse: “Quando alguém visita um doente, e diz sete vezes:

أسْألُ اللهَ العَظيم، رَبَّ العَرْشِ العَظيم، أنْ يَشْفيكَ.

As-alu Allaha Al-Azim, rabba al-archi Al-azim, an yachfik

Eu imploro a Allah o Poderosíssimo, o Senhor do Trono poderoso que te cure.

O doente será curado”.

4-Ibn Abbas disse que o Profeta (SAW) implorava a proteção de Allah sobre os seus netos Hassan e Hussein dizendo:

أعِيذُكُما بِكَلِماتِ اللهِ التَّامَّةِ مِنْ كُلِّ شَيْطانٍ وَهَامَّةٍ وَمِنْ كُلِّ عَيْنٍ لامَّةٍ.

A'izhukuma bi kalimatil-lahi at-tammah, min Kulli chaitanin wa hammah wa min Kulli ainin lammah

Eu protejo-os com as palavras perfeitas de Allah contra todos os demônios, animais peçonhentos e de todo olhar maldoso.

O Profeta (SAW) dizia para os seus netos: “O vosso pai Ibrahim implorava a proteção de Allah sobre Ismael e Ishaq com essas mesmas palavras”.

5-Saad Ibn Abu Al-Ass disse que o Profeta (SAW) lhe visitou durante a doença e disse: “Ó Allah, concede a cura ao Saad! Ó Allah, concede a cura ao Saad! Ó Allah, concede a cura ao Saad!"

5-O uso de amuletos é um ato proibido:

O Mensageiro de Allah (SAW) proibiu o uso de amuletos. Uqbah Ibn Amer relatou que o Mensageiro de Allah (SAW) disse: “Aquele que pendurar um amuleto, Allah não vai ajudá-lo e aquele que pendurar uma concha do mar, Allah não vai lhe dar paz”.

Os árabes usavam vários tipos de amuleto, como pérolas azuis, pérolas brancas e conchas do mar, acreditando que esses objetos iriam protegê-los do perigo, das doenças e do mau-olhado. O Islam aboliu essa prática e o Mensageiro de Allah (SAW) amaldiçoou aqueles que usam qualquer amuleto.

Ibn Massud relatou que certa vez, entrou em sua casa e viu a sua esposa usando um objeto amarrado no pescoço. Ele pegou o objeto, quebrou-o e disse que a família de Abdullah havia se tornado tão arrogante que agora estava atribuindo parceiros a Allah, a qual Ele não concedeu autoridade alguma. Em seguida, acrescentou que ouviu o Mensageiro de Allah (SAW) dizer: “Em verdade, encantamentos, amuletos e os encantos do amor são atos de politeísmo”. Como as pessoas sabiam o que eram os encantamentos e os amuletos, lhe perguntaram o que era um encanto de amor e ele respondeu: É um tipo de mágica pela qual as mulheres procuraram conquistar o amor de seus maridos.

Imran Ibn Hussain relatou que o Mensageiro de Allah (SAW) viu um homem usando uma pulseira de cobre no braço e lhe perguntou: “Ai de ti, o que é isto?” O homem respondeu que estava com uma doença no braço. Então o Profeta (SAW) disse: “Ela fará a sua doença piorar. Jogue-a fora, pois se você tivesse morrido com essa pulseira no braço, você nunca seria bem-aventurado”.

Issa Ibn Hamzah disse que tinha ido visitar Abdullah Ibn Hakim e seu rosto estava vermelho devido à febre alta e lhe perguntou por que ele não usava um amuleto. Ele respondeu que se protegia em Allah desse tipo de coisa, pois o Mensageiro de Allah (SAW) disse que aquele que pendurar um objeto como um amuleto, estará sobre a proteção desse objeto.

Hierarquia do Artigo:
Artigos Livro: Fiqh al Sunnah Livro: Fiqh Al Sunnah (Parte VI) - Os Funerais


Navegação de Artigos:

<< Artigo Anterior || Próximo Artigo >>
Compartilhar esse Artigo:
Url
BBCode
HTML

Página Inicial | Últimos Artigos | Crenças do Islã | A Outra Vida | Evidência do Islã | Religião Comparada | Perguntas e Respostas | Busca | Contato |
Centro Islâmico Brasileiro (c) 2009-2017. Todos os direitos reservados.
Powered by PHP-Fusion copyright © 2002 - 2017 by Nick Jones.
Released as free software without warranties under GNU Affero GPL v3
voltar ao topo