Bem-vindo ao Centro Islâmico Brasileiro - Últimos Artigos: Perguntas sobre a Outra Vida - Capítulo 36 , Ya Sin (Ya Sin) - Capítulo 3, Versículos 78-80: Crenças imperfeitas - Capítulo 2, Versículo 177: O versículo da virtude - Capítulo 2, Versículos 165 - 167: O maior pecado e como ser salvo - A Assembleia Diária do Profeta (parte 2 de 2) - A Assembleia Diária do Profeta (parte 1 de 2) - Capítulo 17, Al-Isra (A Viagem Noturna) (parte 2 de 2) - Capítulo 17, Al-Isra (A Viagem Noturna) (parte 1 de 2) - Capítulo 5, Al-Maidah (A Mesa Servida) (Parte 3 de 3) - Capítulo 5, Al-Maidah (A Mesa Servida) (Parte 2 de 3) - Capítulo 5, Al-Maidah (A Mesa Servida) (Parte 1 de 3) - Capítulo 4, An Nisa (As Mulheres) (parte 3 de 3) - Capítulo 4, An Nisa (As Mulheres) (parte 2 de 3) - Capítulo 4, An Nisa (As Mulheres) (parte 1 de 3) -
Este site tem por objetivo divulgar o Islam, seguindo a Ahlus Sunnah wal Jama'a (Seguidores da Sunnah e a Comunidade), o Islam em sua mais pura forma, o Islam que foi ensinado pelo nosso querido Profeta Muhammad (s.a.w.s) e seguido pelos seus Nobres Companheiros (Sahaba).


Ouça o Alcorão
Já está disponível em nosso
site o "Nobre Alcorão e seus
Significados em Português"
saiba mais



Leia o Alcorão
Agora além de poder ouvir a
bela recitação do Alcorão,
você também pode ler,...
saiba mais



Du'as - Súplicas
Aprenda como recitar de maneira correta os du'as (suplicas) em arabe saiba mais


Biblioteca Islâmica
"A teoria da evolução foi
tratada em capítulo à parte,
pelo fato de que constitui a
base de todas..." saiba mais



Assine nosso Jornal
Assine nosso Jornal Islâmico Online e receba no seu email as últimas atualizações do nosso site saiba mais



Perguntas e Respostas
Sinta-se à vontade para tirar todas suas dúvidas referente ao islam, alcorão, profeta mohammad, saiba mais



Civilização Islâmica
Dentro de poucos anos do crescimento do Islam no mundo, grandes civilizações floresceram saiba mais


Convertidos ao Islam

Nesta seção você conhecerá a história de pessoas que descobriram no Islam a Luz para as suas vidas. saiba mais

Capítulo 3, Versículos 78-80: Crenças imperfeitas
Clique aqui para retornar às Categorias de Artigos

Descrição: Três versículos que advertem contra aqueles que distorcem e mudam as palavras de Deus.

 

https://i.pinimg.com/originals/e2/3d/0b/e23d0bd7e725543421e05b367b1b4e33.jpgE também há aqueles que, com suas línguas, deturpam os versículos do Livro, para que peneis que ao Livro pertencem, quando isso não é verdade. E dizem: Estes (versículos) emanam de Deus, quando não emanam de Deus. Dizem mentiras a respeito de Deus, conscientemente. É inadmissível que um homem a quem Deus concedeu o Livro, a sabedoria e a profecia, diga aos humanos: Sede meus servos, em vez de o serdes de Deus! Outrossim, o que diz, é: Sede servos do Senhor, uma vez que sois aqueles que estudam e ensinam o Livro. Tampouco é admissível que ele vos ordene tomar os anjos e os profetas por senhores. Poderia ele induzir-vos à incredulidade, depois de vos terdes tornado muçulmanos?  (Alcorão 3: 78-80)

 

Os três versículos essenciais em discussão são tirados do capítulo 3 do Alcorão, A família de Imran. Os membros dessa família abençoada incluem o profeta Zacarias, Maria e seu filho Profeta Jesus, e o profeta que os cristãos se referem como João Batista. O capítulo foi revelado em Medina após a Batalha de Badr. Embora o capítulo anterior tenha sido dirigido principalmente aos filhos de Israel, convidando-os ao Islã, este capítulo estende o convite aos cristãos. Convoca o Povo do Livro (judeus e cristãos) a abandonar suas crenças errôneas; enquanto simultaneamente avisa os muçulmanos para estarem de guarda contra intenções maliciosas e aprenderem com a degeneração religiosa que assolou os seguidores das revelações anteriores.

O versículo 78 vem logo após o versículo em que Deus pergunta ao Povo do Livro por que misturam a verdade com mentiras e conscientemente escondem a verdade. Alguns seguidores das Escrituras anteriores distorcem suas palavras e dobram suas línguas ao lerem seus livros. Pronunciam mal as palavras deliberadamente, colocando suas línguas na posição errada. Qualquer um que já tenha tentado aprender outra língua entende que a posição da língua faz uma grande diferença na pronúncia.

Homens religiosos corruptos literalmente torcem a língua para pronunciar mal as palavras e dão significados distorcidos aos textos religiosos. Um exemplo dessa distorção e má interpretação deliberada diz respeito às crenças inventadas sobre Jesus, filho de Maria.  Religiosos deliberadamente mudaram as palavras de Deus para enganar os outros. Disseram que é a palavra de Deus quando não era, e não lhes dizia respeito algum que contradissessem os princípios básicos da fé.

Mentiras elaboradas foram projetadas para provar a natureza divina de Jesus e declarar a Trindade, "o Pai, o Filho e o Espírito Santo". Em todas as partes do mundo pagão a hierarquia cristã acrescentou e distorceu a fé cristã, a fim de torná-la mais palatável para aqueles que foram solicitados a desistir de suas crenças anteriores. Hoje somos abençoados com altos índices de alfabetização e acesso ao conhecimento e isso permite discernir a diferença entre a verdade e a mentira. No passado, as pessoas aceitavam a palavra de seus líderes religiosos. Se o rabino-chefe ou papa dissesse que algo era um fato, isso era transmitido para as massas sem ser questionado.

No versículo 79, Deus refuta as falsas alegações sobre Ele. Não é possível que Ele diga que alguém a quem foi concedido com o dom da profecia ordenaria as pessoas a adorá-lo como Deus. Este versículo, e os versículos antes dele, foram revelados depois que alguns dos judeus de Medina, e mais tarde uma delegação de cristãos de Najran, se aproximaram do Profeta Muhammad, que a misericórdia e bênçãos de Deus estejam sobre ele, fazendo-lhe perguntas sobre fé. A visita dos cristãos najranos pode ser pensada como o primeiro diálogo inter-religioso entre cristãos e muçulmanos.  Daria o tom para todos os tratados que a nação muçulmana fez com as comunidades cristãs.

Um profeta nunca exigiria que as pessoas o adorassem.  Vai contra a sua missão, que é chamar as pessoas para adorarem um só Deus, sem parceiros ou associados. Uma pessoa que recebeu sabedoria e profecia faria exatamente o oposto; chamaria outros para serem devotos de Deus. Parte da missão é ensinar e instruir de tal maneira que os seguidores de um profeta sejam encorajados a adorar da maneira mais perfeita possível.

Um profeta é um elo que conecta as pessoas a Deus. Não forçam os outros a adorar, ao contrário, educam e treinam pessoas para reconhecer a Unicidade de Deus. Além disso, são dedicados à sua revelação e ensinam apenas o que advogam. Qualquer ensinamento que encoraje a adoração de qualquer coisa ou alguém que não seja Deus, ou eleve um servo de Deus para a posição de um deus, não pode ser outra coisa senão uma mentira. Se esta distorção do caráter de um profeta é encontrada em uma das Escrituras reveladas por Deus, deve ser tomada como evidência de que houve interferência na Escritura.

O versículo 80 deixa claro que um profeta nunca chamaria para a adoração de anjos. Anjos são seres que são incapazes de fazer outra coisa senão adorar a Deus. Parte da missão de todo profeta é chamar as pessoas para o bem e nunca chamariam para uma fonte de dano. Adorar outro que não Deus é prejudicial para as pessoas, neste mundo e no outro. Os profetas vieram dar orientação e estabelecer um exemplo a seguir, para que as pessoas fossem servas devotas de Deus.

Quando esses versículos foram revelados, havia um pequeno grupo de hipócritas entre os companheiros que tentavam criar o mal e o caos nas fileiras dos crentes. Esses três versículos advertem os crentes a não permitir que a degeneração religiosa e moral das comunidades antigas se estabeleçam em suas próprias comunidades. Além disso, os aconselham a ficar de guarda quanto a intenções maliciosas e objeções absurdas.

 

https://www.islamreligion.com/pt/articles/11257/capitulo-3-versiculos-78-80/

Hierarquia do Artigo:
Artigos O Alcorão Sagrado Capítulo 3, Versículos 78-80: Crenças imperfeitas


Navegação de Artigos:

<< Artigo Anterior || Próximo Artigo >>
Compartilhar esse Artigo:
Url
BBCode
HTML

Página Inicial | Últimos Artigos | Crenças do Islã | A Outra Vida | Evidência do Islã | Religião Comparada | Perguntas e Respostas | Busca | Contato |
Centro Islâmico Brasileiro (c) 2009-2018. Todos os direitos reservados.
Powered by PHP-Fusion copyright © 2002 - 2018 by Nick Jones.
Released as free software without warranties under GNU Affero GPL v3
voltar ao topo